Julgando pela capa: o que significa a capa de Help, dos Beatles?

Londres, Inglaterra
Help! é o quinto item na discografia dos Beatles e talvez o disco mais repleto de hits entre todos os trabalhos lançados por John, Paul, George e Ringo. Mesmo entre pérolas como “Yesterday” e “Ticket to Ride”, a capa do disco é um dos elementos envolvidos que mais chamam a atenção até hoje. Com os quatro integrantes da banda fotografados em posições curiosas em uma das imagens mais marcantes dos anos 60, os Beatles despertaram a curiosidade do mundo e adicionaram uma pimenta a mais em um dos álbuns mais vendidos da história. Mas, afinal, o que a capa significa?



Para entender melhor a imagem, basta recordar o contexto em que ela foi fotografada. O disco Help! veio ao mundo no auge da beatlemania. Na época, o lançamento do disco (e de um filme com o mesmo nome) sucedia uma exitosa passagem do quarteto de Liverpool pela América, responsável por ampliar o sucesso dos Beatles para além das fronteiras europeias. O filme Help! retratava os Beatles como figuras mundialmente conhecidas e objetos de uma febre incondicional dos fãs. O disco deveria também pregar a internacionalização da música fabricada pelo Fab Four.

Lançado no auge da beatlemania, Help! deveria marcar a mundialização do quarteto inglês mais famoso de todos os tempos.


Encarregado de produzir a capa do disco, o fotografo Robert Freeman achou que seria uma boa ideia utilizar nela a mesma linguagem de bandeiras usada pelos profissionais de plataforma para orientar os pilotos nos aeroportos da época. Afinal, a linguagem de bandeiras era tão internacional quanto as músicas da dupla Lennon/McCartney.

A linguagem de bandeiras até hoje funciona de duas formas: a partir de sinais com significados técnicos e a partir de uma espécie de alfabeto, onde cada sinal com as bandeiras representa uma letra específica. Baseando-se nesta segunda forma, Robert Freeman perfilou os Beatles e pediu para que eles escrevessem com os braços a palavra HELP.

O resultado ficou horrível. Segundo Freeman, visualmente a composição era um desastre.



Não querendo perder a ideia, Freeman sugeriu que os membros da banda fossem formando outras letras de forma aleatória até que o resultado visual ficasse mais interessante, mesmo que pra isso fosse necessário formar uma palavra sem qualquer sentido. Conclusão: na capa que chegou às lojas de Londres em 1965, os Beatles usavam os sinais orientadores de pouso para formar a ilegível palavra NUJV.



O resultado como um todo não agradou os executivos da Capitol, distribuidora dos Beatles nos Estados Unidos. Conhecidos por produzir capas mais elaboradas do que aquelas feitas na Europa, os designers da distribuidora norte-americana aproveitaram outra foto da mesma sessão e adicionaram alguns letreiros que julgaram úteis. Resultado: na edição americana, vemos a palavra NVUJ em meio a diversas outras palavras multicoloridas.

Do meio para o final da década de 60, Help! correu o mundo quebrando recordes e tendo a sua capa readaptada em cada localidade onde o disco se tornava um sucesso de vendas. Em alguns países, a ideia do fotógrafo Robert Freeman deu até lugar a outras imagens do grupo, para desespero do seu criador detalhista. Compreendido ou não, ele ajudou a produzir uma das capas mais comentadas da história da música.


DA ESQUERDA PARA A DIREITA - Uma capa mutante: NJUV e pompa na versão norte-americana, letras garrafais na versão brasileira, foto hipster na versão francesa e logotipo da Shell na versão encomendada pela multinacional em 1979.

O que você achou disso?

Leia também:

Os Sex Pistols foram os primeiros a falar palavrões ao vivo na TV inglesa.

Convocado para substituir a atração principal de um programa ao vivo em 1976, o quarteto punk chocou a população do Reino Unido ao proferir palavrões no ar. Continue lendo

Copyright © 2013 New Yeah Música, todos os direitos reservados.