Experimente: os grooves da One Sky Two Visions

Curitiba, Brasil
Determinados artistas já nascem atrelados a um ambiente específico. Bob Marley, por exemplo, combina com praia. Beach Boys combina com sol, Bob Dylan combina com estrada e Johnny Cash combina com Nashville. No raciocínio que une paisagens e músicas, é impossível não unir a noite ao som produzido pelo duo One Sky Two Visions. Trabalhando texturas de guitarras e grooves cativantes, a dupla curitibana especializou-se em transformar o otimismo noturno em canções fáceis de dançar.



Não bastava fazer músicas dançantes: era preciso encontrar uma forma original de fazer isso.
A mágica do dancefloor se estabelece toda vez que um grupo indie arrisca alguns passos a mais em direção aos ritmos dançantes característicos da disco music. A receita do dancefloor de qualidade, por sua vez, se estabelece toda vez que um grupo consegue fazer isso incluindo algum toque de originalidade.

O "Fênomeno da Originalidade" ocorre na Europa a partir de grupos como Phoenix e Two Door Cinema Club. No Brasil, o mesmo fenômeno ocorre com nomes mais raros, numa cena onde Fire Department Club e One Sky Two Visions aparecem um passo a frente das demais bandas.

Neon, cores frias e pouca luz natural: a noite está no som, nas letras e no DNA da One Sky Two Visions.


Tudo é uma questão de repertório. Enquanto alguns grupos parecem mais preocupados em decidir se produzem dance-punk, rock eletrônico, big beat ou hip house, Sandro Malk e David Paradise optam por aprofundar o seu som buscando as suas bases nas raízes do gênero. Então, passeando por um mundo sonoro repleto de neons e referências oitentistas, a One Sky Two Visions consegue emular grupos clássicos como New Order, INXS e Depeche Mode sem nunca esquecer a sua própria fórmula de produzir canções.

Escutar a One Sky Two Visions só tem uma coisa de ruim: a discografia do grupo ainda é pequena demais, incapaz de acompanhar o seu ouvinte por boa parte do dia. Tentando resolver isso, a dupla está preparando um disco novo, que deve ser lançado em breve, marcando evoluções no som da banda e fazendo o duo subir mais alguns degraus dentro da fórmula que ele domina como poucos.



Ouça, siga e acompanhe a banda: Soundcloud - Facebook - Twitter

O que você achou disso?

Leia também:

Jim Morrison, morreu mesmo?

Histórias mal contadas, boatos estranhos surgidos com o tempo e possíveis reaparições após a morte até hoje criam muitas teorias em torno da morte do líder do The Doors. Continue lendo

Copyright © 2013 New Yeah Música, todos os direitos reservados.