Back to the Jalva: Wannabe Jalva na Galpon

Porto Alegre - RS, Brasil
Nos Estados Unidos, em 4 de julho de 1776, foi emitida a declaração de independência do país. Por isso, todos os anos os americanos param as suas atividades nesta data para comemorar o grande feito. Algumas centenas de anos após a declaração ianque, o Brasil também aproveitou a data pra parar tudo e acompanhar o jogo entre a seleção local e a Colômbia, pelas quartas-de-final da Copa de 2014. Sem se importar muito com isso, uma conhecida banda gaúcha, após permanecer alguns meses entocada em estúdio, resolveu realizar dois shows, com poucos ingressos à venda, em um lugar pouco falado. Era sexta-feira de chuva, dia 4 de julho, no Galpon, lá, entre obras de arte e luzinhas de enfeite, a Wannabe Jalva apresentou os hits e as novidades de um grupo que não se cansa de surpreender.


Com a discografia devidamente ensaiada e as estradas vazias, minha noite prometia. Tudo indicava um show cheio de emoção e experimentação, com pouco espaço para multidões, mas com os centímetros contados para encher aquele lugar de muito barulho e calor humano. E foi exatamente isso que aconteceu. Na chegada, a pouco mais de 10 minutos para a abertura da casa, já se formava um pequeno aglomerado de pessoas na entrada do lugar. E a noite estava só começando. Finalmente abriram as portas.

Enquanto dava uma volta pelo lugar vendo as fotografias de futebol expostas nas paredes, me deparei com um palco sem palco. Instrumentos apoiados em grandes caixas de som e distribuídos entre luzes amarelas e brancas. Tudo aquilo em frente a uma sala de vidro cheia de mais obras de arte. Perceber que o público e platéia ficariam tão próximos me deixou bem animado para curtir o show dos caras, afinal, quem não gosta de ouvir solos de guitarra com o ouvido grudado no amplificador?

Já no primeiro acorde, pude ouvir o excelente som que a casa oferecia. 

A banda se sentia em casa. Foram muitos hits e arranjos diferentes. As guitarras agudas e os ritmos dançantes tomaram conta do lugar. Definitivamente, não sobrou espaço para um pé que não estivesse fazendo o mínimo de esforço para sair do chão e ensaiar aquele passinho de um lado para o outro.


Registro feito pela equipe da banda mostra um pouco do clima da noite no Galpon.

O setlist dos gaúchos caminhou entre sucessos dos seu primeiro disco, Welcome to the Jalva, singles mais recentes, covers e, principalmente, músicas novas. Entre os hits apresentados, não faltou tempo para rolar "Something New", "Come and Go" e "Full of Grace" - registros que deram o pontapé inicial na carreira do grupo e depois o levaram até o Lollapalooza e à abertura do Pearl Jam.

Mesmo tocando antigos hits, a banda focou mesmo nas canções novas, que mostram instrumentos cada vez mais precisos e grooves cada vez mais convidativos aos meus passinhos desengonçados.

Vale comentar a execução das novas canções. A banda se apoiou sempre em arranjos ousados. Durante a apresentação de uma das novas faixas, a própria banda comentou ao microfone que esta seria "tensa de tocar". O que tenho a dizer em resposta a frase do vocalista e guitarrista Tiago Abrahão: fica tranquilo; deu tudo certo e até demais. E não acredito que seja o único a pensar isso: a pequena multidão amontoada ao redor da banda respondeu bem, com passinhos inquietos e muitas mãos levantadas. 

Encaminhado o final da apresentação, teve tempo para agradecer a família de um dos integrantes, apostos na primeira fileira do público, por emprestarem sua sala para as gravações e composições da banda. Além das saudações, rolou um cover/mashup de Led Zeppelin e Justice. Tudo muito ensaiado e redondo, como se fosse a mesma execução feita na Popload Session de 2012

Com a última música da noite tocada, o público ia se dispersando e batendo palmas pelo fim daquele grande momento. Foi, com certeza, uma noite pra aquecer os ânimos, contrastando com a umidade que as ruas de Porto Alegre apresentavam na ocasião. Nem digo que a culpa disso seja da multidão quase cantando no mesmo microfone da banda ou do calor que isso tudo produzia, mas, sim, a volta de uma das banda mais queridas e competentes que a cena gaúcha nos deu nos últimos anos. Riffs quentes e baixo inquieto, melodias cheias de groove e, por fim, a coragem de apresentar suas novas criações diante de um público ansioso por novidades.

Expectativas mais do que confirmadas, era hora de retomar a rua úmida e já aguardar ansiosamente pela próxima dose de calor que a Wannabe Jalva vai aprontar por aí.

Para os desavisados, a Wannabe Jalva é uma banda de Porto Alegre formada em 2010 por Rafael, Felipe, Fernando e Tiago e que, na última semana, lançou o single "Mainline". O quarteto tem em seu currículo dois EPs, alguns singles, shows ao lado do Pearl Jam e uma apresentação no palco do Lollpalooza. Pra conhecer ainda mais é só acessar a página dos caras no Facebook ou ouvir sua nova música no site da banda. Mas, fique tranquilo: você ainda vai ouvir falarem muito deles por aí.

O que você achou disso?

Leia também:

Jim Morrison, morreu mesmo?

Histórias mal contadas, boatos estranhos surgidos com o tempo e possíveis reaparições após a morte até hoje criam muitas teorias em torno da morte do líder do The Doors. Continue lendo

Copyright © 2013 New Yeah Música, todos os direitos reservados.