Catavento lança clipe de Fauna Sound

Caxias do Sul - RS, Brasil
Desde as primeiras semanas da sua existência, os caxienses da Catavento vêm surpreendendo os olhos e ouvidos de quem os acompanha. Depois dos excelente clipes em "Seesaw" e "Moments", ambas produções independentes comandadas pelas cabeças criativas da Noia Fremz em parceria com a banda e o seu selo, a Honey Bomb Records, os gaúchos retiram mais um single do seu recente álbum de estréia. A escolhida da vez para assumir o pelotão de frente é a faixa "Fauna Sound", que ganhou um videoclipe de primeira linha nesta semana.


Foto por Silva+Cemin

O videoclipe de "Fauna Sound" traz uma mistura de imagens do cotidiano de tribos indígenas amazônicas, contrastando com o caos das grandes cidades da década de 70. São registros curtos que, intercalados entre plantas nativas e rodovias da selva de imediatismos em que convivemos, causam um choque de realidade no espectador. Uma reação que não se difere muito da que muitos têm ao ouvir os primeiros acordes poderosos e barulhentos das guitarras extremamente distorcidas da faixa que serve de roteiro para o vídeo.

"Fauna Sound", como canção, consegue transitar entre a agressividade, a sinceridade e a suavidade do som que a Catavento consegue fazer. Misturando uma introdução pesada e suja com um refrão melódico e carregado de significado.

"You're so pretty you're so pretty anything at all". 

Ela pode ser considerada uma das melhores sínteses da proposta do registro que, unida as imagens contrastantes do seu videoclipe, aumentam a força da paulada sonora que ela é.

São quase seis minutos que servem como resumo audiovisual do disco Lost Youth Against The Rush.

A própria canção diz "Espero que entenda quando ouvir o som da fauna", então, nada mais justo do que dar o play, abrir a mente, ver, ouvir e comprovar, você mesmo, tudo aquilo que falamos até aqui.



A Catavento, é uma banda do sul do Brasil formada por Leonardo Rech (guitarra/voz), Leonardo Lucena (guitarra/voz), Eduardo Panozzo (baixo/voz), Lucas Bustince (bateria) e Johnny Boaventura (teclado/voz). Um grupo de amigos que busca misturar diversas referências musicais para criar algo que, aos sedentos por rótulos e denominações, pode ser chamado de representação lo-fi, barulhenta e distorcida da nova safra psicodélica brasileira.

Nas palavras da própria banda:
“Vivemos em uma tempestade de areia, onde as quatro estações vêm todos os dias.
Tentamos encontrar o caminho certo, mas tudo o que podemos ver é um monte de caminhos
diferentes. Estamos certos e errados ao mesmo momento. Nós somos crianças e adultos ao
mesmo tempo. Nós arranhamos e beijamos a mesma pele. Gostamos de viver. Vivemos para
o amor. Bem­vindo à selva e que o sol abençoe a todos.”


O disco completo da banda, pode ser ouvido em seu bandcamp oficial, no YouTube e, para quem gosta de ter a versão física dos álbuns, Lost Youth Against The Rush pode ser adquirido através da loja oficial da Honey Bomb Records

O que você achou disso?

Leia também:

Jim Morrison, morreu mesmo?

Histórias mal contadas, boatos estranhos surgidos com o tempo e possíveis reaparições após a morte até hoje criam muitas teorias em torno da morte do líder do The Doors. Continue lendo

Copyright © 2013 New Yeah Música, todos os direitos reservados.