O caos e a delicadeza de Eduardo Barretto

RS, Brasil
Nascido em São Paulo e criado em terras gaúchas, Eduardo Barretto saiu de trás do baixo de grupos sulistas para se apresentar solo com o EP Fracasso Extraordinário. Com aproximadamente 15 minutos, o trabalho traz músicas que transitam entre caos e delicadeza, nos mostrando uma sonoridade não linear. Obscuro e poético, Eduardo claramente tem influências da linguagem do rock misturada com outros gêneros musicais que permitem que o artista mostre o seu coração. É exatamente isso que Eduardo faz. Em cada faixa ele nos mostra uma emoção honesta e genuína, modificando a melodia conforme a necessidade de tal sentimento.

Eduardo Barreto - Fracasso Extraordinário

Mas vamos por partes para entendermos melhor o que Eduardo Barretto fez em seu EP de estreia.

A primeira música intitulada “O Bárbaro” fala sobre aquele momento em que somos forçados a lidar com os impulsos violentos que todos nós temos. Nessa faixa, ouvimos uma voz densa porém cheia de delicadeza.

A música que segue é “Nervo Craniano”. Curtinha e experimental, a faixa mostra uma cacofonia de elementos como sussurros, ruídos ambientes e outros tantos sons para criar uma conexão com os sentidos primitivos que possuímos.

A faixa-título, “Fracasso Extraordinário”, admite, sem vergonhas, nossa natureza fadada ao fracasso. Nessa faixa, Eduardo nos mostra que não devemos fugir disso e sim aceitar e abraçar a ideia.



Como parte da criação não linear do EP, “Permanente e Infinito Frenesi” nos apresenta uma visão mais positiva. Aqui, dada a emoção mais divertida do artista, ouvimos uma voz menos densa e mais espontânea.

Na última música “O Último Vagão”, vemos aquele personagem cheio de emoções pessimistas de novo. Nela, Eduardo fala sobre a solidão da solteirice e como todos devem se sentir mais confortáveis com isso ao invés de sair na procura incansável da “metade da laranja”.

No final do EP, temos a sensação de que Eduardo desabafou todos aqueles sentimentos que havia guardado por muito tempo, e sentimos que o coração, que antes estava preso na gaiola, agora, finalmente, está livre.

Produzido por Filipe Consolini com a marca do selo Mono.Tune Records, o EP está disponível para audição aqui e está disponível para download em seu site oficial.

O que você achou disso?

Leia também:

Jim Morrison, morreu mesmo?

Histórias mal contadas, boatos estranhos surgidos com o tempo e possíveis reaparições após a morte até hoje criam muitas teorias em torno da morte do líder do The Doors. Continue lendo

Copyright © 2013 New Yeah Música, todos os direitos reservados.