Nove clássicos dos Beatles em versão shoegaze

Yokohama, Japan
Entra ano, sai ano e o mundo da música fica cada vez mais imprevisível. De certo, sabemos apenas que algum grande ídolo irá passar desta para melhor e que alguém muito talentoso(a), em algum lugar do mundo, gravará um tributo aos Beatles. Lá por 2013, a grande baixa ficou por conta da morte de Lou Reed, e o grande tributo aos Beatles ficou por conta da banda japonesa Meeks, que juntou fuzzes e reverbs para criar versões shoegazes de clássicos do quarteto de Liverpool no disco Beatless/Shoegazer Covers Of The Beatles.



O disco em homenagem ao Fab Four, lançado há quase três anos, uniu diversas fases dos Beatles em uma coletânea de sucessos que vai de "And I love Her" (1964) à "Let It Be" (1970).

O álbum, com nome e capa fazendo referência ao My Bloody Valentine, aparece como uma das grandes surpresas na vasta diversidade de versões e tributos que a banda inglesa já recebeu. Nele, as guitarras e o fuzz em excesso levam o ouvinte, acostumado com as clássicas melodias, a embarcar em uma grande experiência musical que certamente seria muito apreciada pelo John Lennon da fase LSD.


A Meeks é um projeto formado por alguns membros da Broken Little Sister, uma das poucas bandas de shoegaze do Japão. E Beatless/Shoegazer Covers Of The Beatles, grande fruto deste projeto paralelo, é indicado mesmo para quem ainda não está familiarizado com o shoegaze e o dreampop, uma vez que apresenta músicas muito conhecidas do grande público embaladas com uma roupagem inesperada até para quem já ouviu esses clássicos sendo tocados das mais diversas maneiras.

O que você achou disso?

Leia também:

Jim Morrison, morreu mesmo?

Histórias mal contadas, boatos estranhos surgidos com o tempo e possíveis reaparições após a morte até hoje criam muitas teorias em torno da morte do líder do The Doors. Continue lendo

Copyright © 2013 New Yeah Música, todos os direitos reservados.